Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

Blogs em "destaque"

Gosto de escrever! Ou melhor: gosto de escrevinhar! Sempre gostei. Há (quase) um ano decidi dar a conhecer este gosto pessoal. A escrita descontrai-me… e fascina-me. Gostava de saber brincar com as palavras como uma escritora (famosa ou não). O que pensam (ou julgam) dos meus desabafos (mais ou menos íntimos) não me afeta nada. Importa apenas ser Eu.

Se a crítica pejorativa não interfere com este desejo intrínseco de deambular pelas palavras, já o reconhecimento daquilo que tento divulgar e/ou dar a conhecer, confesso que me agrada e me faz bem ao ego. Não fará a todos? Pergunto-me.

Não sei se serei a pessoa indicada para esta crítica, mas sinto-me livre ao fazê-la. E como se diz: “liberdade de expressão” é um direito que me assiste.

Aqui vai: quando o tempo me dá mais tempo para vasculhar na Blogosfera confesso que há momentos em que me apetece desistir. Não do que escrevo, mas da exposição pública do mesmo. Porquê, perguntarão alguns de vós. Porque me magoa a alma ver destacados “posts” sem conteúdo relevante, que nada acrescentam aos leitores, em detrimento de outros cuja mensagem seria mais útil. Talvez. Digo eu. Outro aspeto que me intriga é constatar que há blogs que recorrentemente estão nos “destaques”. Alguém me explica porquê?

Confesso que gostaria de perceber mais deste mundo virtual e de como tornar um blog mais interessante e atrativo: com mais visualizações, mais críticas (boas ou não) e sugestões de temas e/ou assuntos. Em suma: ter mais feed-back dos leitores. Só assim se percebe se vale a pena ou não continuar.

P.S. Pessoalmente, não deveria queixar-me pois já vi reconhecidos alguns dos meus “escritos” - o que agradeço muito.

 

3 comentários

Comentar post