Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

Do vazio do tempo e da alma

banco.jpg

Olhar vazio,

Perdido na memória do tempo.

No banco solitário, vive o silêncio do nada e de tudo.

Um calafrio gela-lhe a alma. Recua. O vazio do depois assusta-lhe o Ser.

Por entre as lágrimas da solidão sente a alma envolver-se na tranquilidade que paira sobre o lago. Chora baixinho, enquanto o coração lhe salta do peito.

Contraria a emoção e avança no pensamento. Afinal nada mais existe - para além do Agora e de um corpo ávido de amor. O horizonte? É incerto e nada vale.

3 comentários

Comentar post