Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

Lampreia à “Ti Maria Rita”

 

Os meses de fevereiro e março ativam-me o paladar e o apetite por determinados sabores. Sabores que lembram a minha infância e as minhas vivências. Como a lampreia por exemplo. Faz tempo que andava a tentar evitar este “pecado”: lampreia à moda da “Ti Maria Rita” (como se diz na minha terra).

Consta que em Mértola, uma afamada cozinheira de nome Maria Rita (a quem chamavam Ti Maria Rita) preparava o dito ciclóstomo como mais ninguém o fazia. A sua receita foi passando de geração em geração e, hoje, quem o aprecia recorre aos ingredientes que foram ficando na memória dos tempos e tenta reproduzir ao máximo a receita centenária. Em Beja, no restaurante Pena, pude comprovar que a memória dos tempos prevalece e mantém-se a tradição.

 

 

 

 

 Estava deliciosa. E posso afirmar: é lampreia à moda da “Ti Maria Rita”.   

2 comentários

Comentar post