Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

Líderes vs Chefes

posts... de vista.jpg

 

 Cresci aprendendo que numa sociedade organizada há divisão pelo trabalho, onde alguns, pela sua capacidade do exercício da autoridade, poder de decisão e competências, comandam/dirigem outros, que neles depositaram a sua confiança ao nomeá-los (ou elege-los) como tal. Há quem lhes chame chefes; eu prefiro chamar-lhes líderes - aqueles que dirigem.

 Enquanto ser chefe pressupõe o exercício de um cargo, o conceito de líder reúne um conjunto de qualidades/aptidões/capacidades que o distinguem como um exemplo a seguir. Ser líder não significa, necessariamente, ser chefe; também o facto de alguém ser chefe, um cargo, não significa ser possuidor das características inerentes à condição de líder.

 Pelo contrário, os verdadeiros líderes não necessitam de exercer cargos de chefia para se fazerem notar; são por natureza pessoas especiais por se evidenciarem de modo espontâneo - que primam pela qualidade na sua forma de agir e em relação aos seus propósitos. É destes Líderes que o Mundo precisa! Não daqueles que, à custa da bajulação e da sede de poder, vão teimando em alimentar-se da ignorância e ceticismo alheios, dominando tudo e todos. Desses, o povo está cansado, farto.

 Talvez por isso os grandes líderes não são aqueles que são impostos aos olhos do povo, mas antes aqueles, que não parecendo líderes, são um exemplo e exercem, com naturalidade, sobre os “súbditos” uma influência extrema. Com dinamismo, poder e liderança vão trilhando caminhos - nunca antes desvendados - e cunhando projetos ímpares. A sua palavra chega-nos como uma força da natureza: robusta e pragmática; sem mas nem reticências; sem vaidades; uma palavra única e motivadora, autêntica e desprendida.

 O que queremos? Queremos líderes! Pessoas despojadas do “poder doentio”; pessoas resilientes, capazes de servir o povo na verdadeira aceção da palavra.

2 comentários

Comentar post