Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

No "outono" da vida

Parece que as estações do ano e as fases da nossa vida, em tudo se assemelham. O "outono" (uma das cinco fases da vida, de acordo com a antiga filosofia chinesa) é a estação para abrandar, para olhar mais profundamente o que nos rodeia, e aproveitar o bom dos dias, até o "inverno" chegar.
Numa sociedade cada vez mais "hiperativa", os dias correm velozes e o Tempo há muito que se adiantou no caminho; seguimos no seu encalço, sempre a julgar que lhe tomamos a dianteira. Pura ilusão. Não há forma de inverter os ponteiros do relógio, somente dispomos do mecanismo para ajustar o ritmo. É no "outono" que o ajuste se torna possível (ou não). De acordo com princípios da filosofia chinesa, no "outono" da vida o nosso Yin Yang (duas energias opostas) está em harmonia. A luta constante entre estes dois lados acalma e a sua relação torna-se mais equilibrada. Há um domínio (quase) total desta interação energética: o Yin torna-se ensolarado (torna-se Yang) e o Yang (sombrio) vira Yin - o que permite um maior controlo sobre as nossas emoções. Assim, além das estações do ano, também a nossa vida - os nossos ritmos, as nossas vivências/experiências - ocorre ao ritmo daqueles dois princípios da sabedoria chinesa.

image.png

 

 

Nota: segundo a filosofia chinesa Yin Yang são duas energias opostas em que Yin representa a luz fraca, a lua, o lado mais passivo e frio, a energia negativa; o Yang representa o sol, o lado ativo e quente, a energia positiva.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.