Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

Escrita ao Luar

Um blog de “escrita” sensitiva e intimista sobre (quase) tudo... e com destaque para: viagens, ambientes inspiradores e gastronomia.

No Hotel Rural (do Lousal)

109.JPG

 Para além de outras construções da época, o Hotel Rural Santa Bárbara dos Mineiros merece destaque no centro da antiga aldeia mineira do Lousal. O hotel - que dispõe de dez quartos e uma suite - resultou da remodelação da antiga residência do administrador da mina, Frédéric Vérge. Apesar das alterações efetuadas, a traça antiga do edifício mantém-se. A decoração, bem conseguida, exibe alguns objetos ilustrativos da época e da história da mina.

 Nos quartos, climatizados (todos com TV e Wi-Fi), o conforto apela ao dolce far niente. Nas casas-de-banho, a prevalência do mármore confere-lhes o requinte pretendido. No Hall de entrada, a grande escadaria de madeira maciça, lembra aos tempos áureos do antigo “palácio”.

 É caso para dizer: todos os espaços dignificam a história do lugar.

 À noite, na varanda do quarto, as noites estreladas convidam à descoberta de outros mundos… como o mundo da fantasia que a descontração proporciona. E pela manhã, o pequeno-almoço rico e variado não deixa margem para dúvidas: o preço justifica a estadia.

 

112.JPG

100.JPG

133.JPG

136.JPG

139.JPG

 

089.JPG

093.JPG

088.JPG

087.JPG

 

 

 

 

 

NOTA: a uma hora de Lisboa, com ótimos acessos para quem vai do sul (ou do norte), o Lousal proporciona várias opções para ocupação do tempo livre: passeios (a pé e/ou de bicicleta), visita à barragem (e campos envolventes), visita ao museu mineiro e ao Centro de Ciência Viva, etc.

Um viagem ao "mundo mineiro"

 

041.JPG

 “Depois da saída da A2 vira à esquerda, não esqueças!” Esta e outras indicações acompanharam-me durante todo o percurso até ao Lousal. Um itinerário relativamente fácil mas, ainda assim, com alguns enganos, voltas e reviravoltas pelo meio. Tudo culpa da EP (e não só) que deveria ter mais atenção à sinalética.

 Embora ligeiramente atrasada, eis-me chegada ao Centro de Ciência Viva do Lousal - um espaço dinâmico e interativo, onde a Ciência e a História se cruzam – para participar no IX Encontro de Professores de Geociências do Alentejo e Algarve.

 Naquele dia (como na primeira vez) a antiga aldeia mineira cativou-me desde logo. Pela envolvente, pelos espaços renovados e reabilitados e, sobretudo, pela tranquilidade que ali se vive. Um lugar com História, agora silencioso, mas cuja ambiência nos transporta para o bulício de outrora.

 No CCV do Lousal a ciência, o ambiente e o Homem interagem numa rede de relações em equilíbrio perfeito. Um exemplo vivo da interação entre o empreendedorismo e a vontade política para transformar as minas abandonadas em verdadeiros laboratórios.

 Das exposições ao museu mineiro, das lagoas à mina, dos campos envolventes à aldeia mineira em si, o programa de atividades é rico e diversificado. Todas as ações/atividades disponíveis, planificadas com base binómio Mina-Ambiente, têm como objetivo o aproveitamento e recuperação do espaço da antiga exploração mineira.

 Vale a pena a visita, com alunos ou em família. Com mais ou menos tempo, o vasto programa à disposição de jovens e adultos prima pela qualidade.`

 046.JPG

048.JPG

049.JPG

056.JPG

064.JPG

066.JPG

067.JPG

069.JPG

072.JPG

073.JPG

080.JPG

113.JPG

114.JPG

118.JPG

122.JPG

120.JPG

109.JPG

 

Nota: A pouco mais de uma hora de Lisboa, o acesso ao CCV do Lousal, para quem esteja interessado, também pode ser feito por comboio. 

 

Mapa  de localização:

https://www.google.pt/maps/place/Mina+de+Ci%C3%AAncia+-+Centro+de+Ci%C3%AAncia+Viva+do+Lousal/@38.035703,-8.425886,8z/data=!4m2!3m1!1s0xd1a35beb7ae612f:0xf75b9f872708845b